Cordelirando...

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
Neste blog você encontrará alguns cordéis de Salete Maria, bem como notícias acerca de sua produção e seu diálogo com outros artistas
... . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Lugar de Mulher, recitado por Salete Maria

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Como surgiu o Blog CORDELIRANDO?



Muita gente pergunta como surgiu este blog, qual a sua história. 
Ei-la aqui, para vosso deleite pessoal, acadêmico ou de qualquer natureza:



Como surgiu o blog Cordelirando:

A professora Salete Maria foi minha orientadora na especialização em Direitos Humanos, pela Universidade Regional do Cariri, cuja pesquisa versava sobre o Direito dos Idosos. Tomei conhecimento que a referida professora havia publicado um cordel intitulado “O que é Velhice?” e fiquei tomada de interesse em não apenas ler como referenciá-lo em minha produção monográfica.
Ocorre que Salete já não possuía mais exemplar deste cordel e acabou me confessando que “tinha esta mania de publicar os cordéis e distribuir todos, sem a preocupação de acervá-los”. Disse-me, ainda, que vários/as pesquisadores e pesquisadoras já a haviam procurado para este fim e nem sempre ela conseguiu atendê-los por não possuir todos os seus exemplares.
Foi então que tive a ideia de compilar os cordéis num blog, como uma maneira de arquivar a obra da poeta e facilitar assim a pesquisa de quantas pessoas mais se interessarem pelo tema, além de ampliar a divulgação da poesia marginal, feminista e libertária de Salete aos “quatro cantos do mundo”.
Com sua anuência, passei a garimpar os cordéis que ela ainda tinha e outros com amigos/as e digitei, um a um, digitalizando as capas para garantir a obra em sua originalidade.
Desta forma, em 03 de junho de 2008 nascia o blog Cordelirando (nome sugerido por Salete, por ser expressão cunhada por ela e título de um de seus cordéis) e que se encontra na ativa até os dias atuais, sob o endereço www.cordelirando.blogspot.com. Sempre que surge um cordel novo, Salete me manda em primeira mão, para que o lançamento seja 'mundial”, através da blogosfera, pois sua intenção maior não é econômica, mas sim a de propagar seu cordelírio ao maior número de pessoas que se disponibilizarem a recebê-lo.
A existência do blog também tem o papel de tornar público que Salete Maria é uma cordelista que inovou em diversos aspectos a literatura de cordel, sendo a primeira cordelista a tratar, desde a sua primeira obra, da temática das mulheres, das relações de gênero, das questões da comunidade LGBTT, e de outros sujeitos sociais oprimidos e/ou excluídos. De sorte que o blog também é uma biblioteca cuja visita é obrigatória para tantos quantos se interessem por cordel, folhetos, literatura marginal, feminismo, combate a homofobia, racismos e outras formas de dominação. Acredito que o blog é também uma forma de homenagear uma poeta que tem sido cada vez mais reconhecida em outras plagas e ainda pouco festejada no Cariri cearense.
Importa frisar que o cordel virtual não substitui o cordel impresso, pois também trabalhamos com os cordéis impressos em papel jornal com capa xilogravurada ou inventada por nós, bem como Salete lançou o livro Outras Rimas, Outras Pessoas, contendo uma coletânea de alguns dos seus folhetos e outros inéditos.

Como extensão do blog, há também a página homônima no facebook, como uma maneira de divulgar trechos de cordéis, divulgar o blog e noticiar as cordeliradas da poeta 'pela estrada afora”.

Sammyra Santana
Criadora e coordenadora do blog Cordelirando, professora, bel. em Direito pela URCA, especialista em Direitos Humanos pela URCA, acadêmica de Psicologia pela Faculdade Leão Sampaio, amante da literatura de cordel, curadora, divulgadora e organizadora da obra de Salete Maria.






Nenhum comentário: