Cordelirando...

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
Neste blog você encontrará alguns cordéis de Salete Maria, bem como notícias acerca de sua produção e seu diálogo com outros artistas
... . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Lugar de Mulher, recitado por Salete Maria

quarta-feira, 25 de março de 2020

POR AMOR, CUIDEM DAS VIDAS


POR AMOR, CUIDEM DAS VIDAS!

Estamos atravessando
Uma zona de turbulência 
E há quem esteja negando
O quão grave é a ocorrência 
Mas é preciso falar 
Que não dá para brincar
Com impactos de doença 

O COVID dezenove
Chegou a muitos países
E muito medo promove
Além de crise nas crises
Por isso a prioridade 
É manter a sanidade
E ações que nos vitalize 

O momento é de atenção
E res-pon-sa-bi-li-da-de 
Lavemos sempre as mãos 
Independente da idade
Observem protocolos
Levem álcool a tiracolo
Pra alguma necessidade

Usem bem água e sabão
Para manter-se seguro
Medite, faça oração 
Emanando bom auguro
Promova paz na família
Conserte aquela mobília
Ou tome sol no seu muro

É tempo de prevenção
E de cuidado dobrado
Nada de aglomeração 
Festa, culto ou batizado
Se puder, fique em casa
Se não a coisa extravasa 
E só piora o estrago 

Fé e solidariedade
Nunca fez mal a ninguém
Se és parte da mocidade
Ajude um velho, meu bem
Porque toda vida importa
E a gentileza conforta
Quem tá em risco também

Evite disseminar
Notícias sem fundamento
Se puder, vá estudar
Ou cultivar um talento
Cozinhar, cantar, dançar
Ou apenas contemplar 
O poder que vem de dentro

Mande uma coroa de luz
Para quem está distante
Prepare aquele cuscuz
Ou um torresmo crocante
Converse com seu amor
Regue a planta, veja a flor
E sinta-se confiante 

Veja uma coroa de paz
Sobre quem está enfermo
Declare que Deus é mais
E tudo terá seu termo
Pois a tempestade passa
E quem confia na Graça
Supera o momento ermo

Faça uma coroa de amor
Sobre os mais afetados
Não banalize o horror
Nem culpe desabrigados
Entenda que todo ser
Merece sobreviver
Com a proteção do Estado

Por isso que os governantes 
Tem que agir sem demora
Contemplando os ambulantes
E outros que até outrora
Tinham melhor condição 
E hoje pedem atenção
De quem mais os ignora

É preciso que as medidas
Foquem nas vidas humanas
E que encontrem saídas
Rápidas e não insanas
Onde a economia 
Não sirva à mordomia
De quem já nada na grana

Ações que tenham o foco
Na justiça social 
Que possam levar in loco
A assistência integral 
A quem tem necessidade
Pois temos capacidade
De dar o essencial

Os recursos financeiros
Podem vir dos empresários
Políticos e empreiteiros
Artistas e emissários
De alguma religião
Que para além de sermão 
Podem doar seus salários

E os governantes também
Tem como nos garantir
Que não ficará ninguém
Sem comer e sem dormir
Sem remédio e sem cuidado
Pois é pra isso que o Estado
Vive a nos extorquir 

O momento também pede
Uma trégua nas disputas
Entre grupelhos que seguem
Com suas eternas lutas
Em favor de seus messias
Mitos, gurus e manias
De questionáveis condutas 

Por isso faço pedidos
A quem tem bom coração
E também ao Universo
Nesta triste ocasião 
Para que tudo se ajeite
E nossa prece aceite 
Nos concedendo perdão 

Que todo ser que respira
Tenha valor pros demais
Que todo corpo que gira
Vibre espalhando a paz
Que toda crença incentive
Um bem que outro cultive
Respeitando seus iguais 

Que a ciência possa ser 
Bússola orientadora 
Que ninguém venha dizer
Que o COVID é coisa tola
Que o SUS seja defendido
E que o Brasil unido 
Seja a “pátria educadora” 

Que quem cuida da limpeza
Da saúde e segurança
Ou põe comida na mesa
E socializa as crianças
Também sejam protegidas
Além de reconhecidas
Em tempestade ou bonança 

Que durante a quarentena
Homem não bata em mulher 
Ou naturalize a cena
Em nome do bem-me-quer 
Que a Lei Maria da Penha
Continue sendo a senha 
Pra se meter a colher 

Que político de direita
De esquerda e de centro
Tome atitude escorreita
Para além de seus lamentos
E que façam “sacrifícios”
Doando seus benefícios
Salários e incrementos 

Que tudo de bom suceda 
Enquanto a maré não passa
Que autoridades procedam
Conforme esperam as massas
Com respeito e compromisso
Pois sendo ao contrário disso
Que o impedimento se faça 

Que os demais poderes vejam
Como devem se portar
E, se possível, revejam
Posturas e mal-estar
Livrando o Brasil de um vírus
Que o suga, como vampiro
Desejando nos ferrar

Que toda a sociedade 
Perceba o grande perigo
Não somente do COVID
Mas também do papa-figo
Que preside este país
E nos deixa por um triz
Como um arqui-inimigo 

Que as redes sociais
Sejam usadas para o bem
Assim como os jornais
A arte e a rima também  
Que o esforço seja conjunto
Pois ante tantos defuntos 
Ninguém é mais que ninguém

Que toda a população
Torça por uma saída 
Que o medo não seja em vão
Que a lição seja aprendida 
Façamos a nossa parte
Que a fé seja o baluarte,
POR AMOR, CUIDEM DAS VIDAS!

Por Salete Maria,
Ciudad de México, 25/03/2020

Nenhum comentário: