Cordelirando...

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
Neste blog você encontrará alguns cordéis de Salete Maria, bem como notícias acerca de sua produção e seu diálogo com outros artistas
... . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Lugar de Mulher, recitado por Salete Maria

quinta-feira, 6 de março de 2014

Todo Racista é Otário

TODO RACISTA É OTÁRIO
O racista é um sujeito
Que se julga importante
Acha que é superior
Mas é um ignorante
Que sofre d’uma doença
Causada por uma crença
Numa ideia alucinante

Ele pensa que o mundo
Pertence a uma raça só
Branca, rica e européia
Que só come pão de ló
Não sabe ele, coitado
Que o mundo é misturado
E que a pureza é o ó

O racista não percebe
O quanto ele é imbecil
Espalha ódio e terror
Com seu argumento vil
De que o branco é o modelo
De corpo, roupa e cabelo
Dentro e fora do Brasil

Ele não sabe explicar
Porque pensa desse jeito
Vive a disseminar
Seu ridículo preconceito
Contra negro e judeu
Até mesmo contra ateu
O racista põe defeito

O racista preconcebe
E se julga informado
Confunde gato com lebre
E diz que tá tudo errado
Só ele tem a razão
Fala em nome da nação
Quando vira deputado

Não sabe o tal otário
Que racismo é coisa feia
Quando o vejo no cenário
Sinto vergonha alheia
Seu fundamento é zero
E tudo o que eu mais quero

É ver ele na cadeia!

Nenhum comentário: